Resenha | Mapa dos Dias, Ransom Riggs (Editora Intrínseca, 2019) Literatura

Resenha | “Mapa dos Dias”, Ransom Riggs (Editora Intrínseca, 2018)


O Universo Peculiar está de volta! Publicado pela Editora Intrínseca em outubro deste ano, o livro “Mapa dos Dias” marca o início de uma nova trilogia da saga “O Lar da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares” e, é claro, traz ainda mais aventuras e informações até então desconhecidas sobre o mundo peculiar. 

“Mapa dos Dias”, também escrito por Ransom Riggs, começa justamente onde o livro “Biblioteca de Almas”, o último da trilogia inicial, termina: após todos os acontecimentos vividos por Jacob Portman nas fendas temporais do mundo peculiar, ele retorna para casa, na Flórida, onde tenta provar aos pais que não precisa de ajuda psicológica.

Sem sucesso, Portman seria levado a uma clínica na qual ficaria internando quando, de repente, seus amigos peculiares aparecem no presente. Depois do acontecimento conhecido como ‘Guerra dos Etéreos’, na primeira trilogia, o tempo foi reiniciado para os peculiares da Srta. Peregrine, fazendo com que não fosse mais necessário que eles vivessem em fendas temporais.

Desta forma, eles decidem ir ao presente visitar Jacob. Porém, ao também visitarem a casa do falecido Abe Portman, avô peculiar de Jacob, eles acabam descobrindo um bunker secreto em que ele guardava informações sobre suas expedições salvando muitos peculiares dos mais diversos perigos encontrados ao redor do mundo. Esta descoberta leva Jacob a querer seguir os passos do avô e, assim, começa a narrativa de “Mapa dos Dias”.

A leitura do livro é muito fluída e rápida, principalmente devido à curiosidade constante que dá ao leitor em relação ao que vai ou não acontecer na trama. Ainda assim, no quesito ação, a obra é como uma freada brusca em relação aos dois últimos livros da primeira trilogia, “Cidade dos Etéreos” e “Biblioteca de Almas”, o que faz total sentido, já que é a apresentação de uma nova trilogia. A deixa para a continuação, inclusive, já prevê que os próximos dois livros serão ainda mais movimentados do que o “Mapa dos Dias”.

Uma característica bem marcante em relação ao livro é o desenvolvimento e amadurecimento dos personagens, inclusive na relação deles com a Srta. Peregrine. Com o tempo reiniciado, é nítido que eles realmente estão deixando a infância / pré-adolescência não apenas fisicamente, mas principalmente comportamentalmente.

Em “Mapa dos Dias”, é como se um universo peculiar totalmente novo fosse encontrado, já que, nos Estados Unidos, a história dos peculiares teve um rumo totalmente diferente em relação à Europa, de onde eram os pupilos da Srta. Peregrine. Apesar de uma ótima apresentação ter sido feita já neste livro, há muito o que ainda explorar nos próximos volumes, o que aumenta ainda mais a expectativa para as próximas publicações.

Mais um ponto muito positivo e marcante na história, já que se passa nos Estados Unidos, foi a questão da segregação racial vivida no país. Não entrarei em mais detalhes para não dar spoilers, mas foi uma passagem bem importante na narrativa.

Desta forma, “Mapa dos Dias” é um ótimo livro, não apenas pela trama que envolve o leitor do início ao fim, mas também por ser uma edição e tanto: a versão física segue os padrões capa dura dos três livros anteriores lançados pela Editora Intrínseca. E, é claro, as fotos relacionadas à história não podiam faltar, agora, inclusive, também coloridas!

SINOPSE:

Mapa dos dias é a aguardada continuação de uma das séries de maior sucesso dos últimos anos. Para os leitores que estavam com saudades do universo mágico criado por Ransom Riggs, esta sequência vai além do prometido e descortina um cenário ainda mais rico, com novas criaturas, mistérios que envolvem todo o mundo peculiar e uma infinidade de aventuras a serem exploradas. Fascinante e imperdível para os amantes da série e para os novos fãs que certamente virão.

Leia Mais:

– Review: afinal, Tim Burton não foi mesmo o autor de “O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares”?

– Review: “Cidade dos Etéreos” traz ainda mais aventuras e descobertas aos leitores

– Review | “Biblioteca de Almas” é encerramento perfeito para saga dos peculiares

Foto: Reprodução / Facebook 

Comentários

comentários