Foto: Reprodução. Filmes, Trending

Disney demite James Gunn, diretor de “Guardiões da Galáxia”, após tweets polêmicos


A Disney anunciou nesta sexta-feira (20/07) a demissão do cineasta James Gunn, diretor da saga “Guardiões da Galáxia”. O desligamento teve como motivo o ressurgimento de tweets polêmicos de Gunn sobre assuntos como estupro e pedofilia.

“Eu gosto quando garotinhos tocam minhas partes íntimas. Shhh!”, é apenas um dentre os diversos posts controversos publicados pelo diretor no período de 2008 à 2011.

“As atitudes ofensivas e declarações descobertas no feed do Twitter de James são indefensáveis e inconsistentes com os valores do nosso estúdio, então terminamos nossa relação de negócios com ele”, disse Alan Horn, presidente da Walt Disney Studios, em uma declaração oficial.

James Gunn dirigiu e roteirizou “Guardiões da Galáxia” (2014) e “Guardiões da Galáxia Vol. 2” (2017) que, juntos, arrecadaram mais de 1,6 bilhões de dólares mundialmente. Ainda não havia sido anunciado oficialmente que Gunn  ocuparia a cadeira da direção no terceiro filme da saga, mas, após o sucesso ainda mais estrondoso do Volume 2, as chances eram enormes.

Após a polêmica, James Gunn publicou uma declaração em seu Twitter:

“Muitas pessoas que seguem minha carreira sabem que, quando eu comecei, me via como um provocador, fazendo filmes e contando piadas que eram ultrajantes e tabu. Como discuti publicamente muitas vezes, me desenvolvi como uma pessoa, assim como meu trabalho e meu humor. Não posso dizer que estou melhor, mas sou muito, muito diferente do que era alguns anos atrás; hoje eu tento basear meu trabalho em amor e conexão e menos em raiva. Meus dias dizendo algo apenas porque é chocante e porque estou tentando chamar a atenção acabaram. No passado, eu pedi desculpas pelo meu humor que magoava as pessoas. Eu senti muito e pedi desculpas verdadeiramente. Para constar, quando fiz estas piadas chocantes, eu não as estava vivendo. Eu sei que isto é uma declaração estranha a se fazer, e parece óbvio, mas, mesmo assim, aqui estou eu, dizendo.”

 

Foto: Reprodução

 

Leia mais sobre Filmes

Comentários

comentários