The Killers MSG Música

A incrível experiência de ver The Killers no Madison Square Garden


Na noite desta sexta-feira (12), a banda The Killers se apresentou no Madison Square Garden, em Nova York, com um show de simpatia, talento e uma produção que fez brilhar os olhos. 

Foi o meu primeiro show fora do Brasil e, claro, o que mais chama atenção dos brasileiros é a falta de empolgação dos gringos ao ver tais tipos de apresentações. Ontem, apesar de estarem claramente muito mais contidos do que eu estou acostumada a ver nos shows de São Paulo, todos ficaram de pé o show inteiro, algo que me surpreendeu muito positivamente, porque já ouvi todo o tipo de história sobre reclamações dos americanos com quem fica de pé na frente deles.

Enfim, vamos à parte que realmente importa: o espetáculo The Killers. 

A parte que eu mais gostei foi mesmo a musical. Eu, particularmente, não gostei muito do álbum mais recente da banda, “Wonderful Wonderful”, lançado em setembro de 2017, mas, ao vivo, foi como ter uma nova experiência ao ouvir as músicas. Depois do show, que, aliás, é muito animado, vou até dar mais uma chance ao disco.

Outra coisa muito positiva de ter visto The Killers nos Estados Unidos é que, raramente, todos os equipamentos são levados ao Brasil nestas turnês mais elaboradas, devido ao transporte e montagem dos palcos. Então, visualmente, foi um dos shows mais bonitos que eu vi. O palco, gigantesco, é todo equipado com luzes Neon que dão um visual incrível para quem está em qualquer setor do local do show.

O setlist também foi bem positivo, dividindo bem músicas de diferentes álbuns da banda e, claro, não deixando de lado as canções mais famosas. Em certo momento, Brandon Flowers comentou que, quando o álbum “Sam’s Town” completou 10 anos, eles se apaixonaram de novo por músicas que não estavam mais tocando e, por isso, resolveram incluí-las novamente no setlist.

E ainda rolou um momento fofura quando Brandon falou que um irmão e uma irmã estavam assistindo ao show no Madison Square Garden e que seu irmão, 12 anos mais velho, foi muito importante para que se tornasse o que é hoje, já que ele sempre colocava suas bandas favoritas para buscar “Brandinho” nos lugares, como The Cars, da qual eles fizeram o cover de “Just What I Needed”, nesta sexta-feira.

Veja o setlist completo:

Wonderful Wonderful
The Man
Somebody Told Me
Spaceman
The Way It Was
Run for Cover
I Can’t Stay
Smile Like You Mean It
For Reasons Unknown
Just What I Needed (The Cars)
Jenny Was a Friend of Mine
Rut
Human
This River Is Wild
A Dustland Fairytale
Runaways
Read My Mind
All These Things That I’ve Done

Bis:

The Calling
When You Were Young
Mr. Brightside

E ainda vale lembrar que, em março, The Killers desembarcará no Brasil para ser headliner de uma das noites do Lollapalooza, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Leia Mais:

– Lollapalooza 2018: line-ups dos dias do festival são divulgados

Comentários

comentários