Foto: Reprodução/Facebook/@MulherMaravilhaFilme. Filmes, Trending

James Cameron causa polêmica ao dizer que Mulher-Maravilha é “retrocesso”


O renomado diretor James Cameron causou polêmica ao comentar sobre um dos grandes sucessos do cinema deste ano, “Mulher-Maravilha”. Para o diretor, o filme, tão elogiado ao redor do mundo, é um “retrocesso”.

Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, Cameron disse não concordar com as boas críticas que o longa da super heroína recebeu.

“Todo esse autoelogio que Hollywood está fazendo por causa de ‘Mulher-Maravilha’ tem sido tão equivocado. Ela é um ícone objetificado, os homens de Hollywood estão apenas fazendo o mesmo de sempre. Não estou dizendo que não gostei do filme, mas, para mim, é um retrocesso.”

Como exemplo, o diretor usou a personagem Sarah Connor, da saga “O Exterminador do Futuro”, dirigida por ele.

“Ela não era um ícone de beleza. Ela era forte, ela era problemática, ela era uma mãe terrível, e ela ganhou o respeito do público pela determinação. Para mim, [o benefício de personagens como Sarah] é tão óbvio. Quero dizer, metade do público é feminino.”

Em resposta, a diretora de “Mulher-Maravilha”, Patty Jenkins, divulgou um comunicado em seu Twitter pessoal:

“A inaptidão de James Cameron para entender o que a Mulher-Maravilha é, ou representa, para mulheres ao redor do mundo não é surpreendente, já que, mesmo sendo um diretor incrível, ele não é uma mulher. Mulheres fortes são ótimas. Seu elogio ao meu filme “Monster”, e nosso retrato de uma mulher forte foi muito apreciado. Mas se as mulheres tiverem que sempre ser duras, intensas e problemáticas para serem fortes, e se não tivermos a liberdade para ser multidimensionais ou celebrar um ícone feminino mundial porque ela é bonita e amável, aí mostra que não evoluímos muito. Eu acredito que a mulher pode e deve ser tudo, assim como os personagens masculinos devem ser. Não há modo errado ou correto de ser uma mulher poderosa. E o massivo público feminino que transformou o filme no sucesso que é certamente pode julgar e escolher seus ícones de progresso”.

Comentários

comentários