arrumar seu quarto Críticas

Como arrumar seu quarto de uma vez por todas (e mantê-lo assim)


Se você é do meu tipo, você até tenta arrumar seu quarto. Tenta mesmo. E às vezes até consegue. O quarto fica perfeito, brilhando, com tudo no lugar – descobriremos depois que não é bem assim – e aí passam um… dois… três dias. E num piscar de olhos parece que a CIA invadiu seu quarto procurando por documentos secretos. Vamos aprender a mudar isso.

Como?

Bem, existem experts em organização como a Marie Kondo – ou mesmo a nossa brasileira Thais Godinho – que acabou de lançar um livro novo (Casa Organizada – 2016). E são muito mais qualificadas para falar disso do que eu. Mas mesmo assim eu resolvi escrever esse texto para reforçar um conceito que passa batido para muitas pessoas, que eu vou colocar aí embaixo:

organizar seu quarto

Isso mesmo.

Muitas e muitas das vezes que a gente tenta organizar, a gente tenta colocar aquele cabo VGA em algum lugar, pensando “ah, mas vai que eu use um dia…”. A verdade é o “vai que” destrói a sua organização. Se você já tentou destralhar uma vez, tente de novo. Até sobrar o que realmente você precisa – ou melhor: o que você ama.

Imagine estar um ambiente em que você só deixa as coisas que você ama. É um local muito gostoso para ficar.

Em geral, existem dois métodos em que você pode fazer esse processo de libertação do desnecessário:

1. Ir destralhando aos poucos

Tenha uma pequena meta de destralhar o seu quarto durante 10 minutos. Nem mais, nem menos. 10 minutos. Você se surpreenderá com o efeito positivo dessa meta, que logo mais se transformará em um hábito.

2. Destralhar tudo de uma vez

O processo é bem auto-explicativo, e o recomendado pela Marie Kondo, que citei anteriormente. Apesar de Marie não recomendar a organização por cômodos, e sim por categorias, ela diz que devemos visualizar tudo o que está escondido dentro de nossos armários e gavetas. É um processo que demanda por volta de 1 a 3 dias, dependendo do tanto de tralha que tem no seu quarto. Por isso, pode ser um método cansativo – e você precisará de tempo livre pra fazer isso.

E qual usar?

O segundo foi o que mais funcionou para mim, porque deu uma sensação muito boa de ver um quarto quase que minimalista. Mas isso não impede que eu dê a importância devida ao primeiro método, até porque no dia a dia, nada melhor do que passar só alguns minutos para manter o que já está bom.


Ok. Destralhei, e agora?

Bom, agora que você só tem o que realmente precisa ou ama, é só colocar cada coisa em seu lugar certo. Parece óbvio, mas é incrível que muitas coisas no nosso quarto acabam não tendo seu “lar”, um lugar específico para que fiquem armazenados de forma fácil.

Seguem algumas dicas a mais para você arrumar seu quarto:

1. Tenha uma rotuladora eletrônica. Parece um investimento fútil, mas juro que você não vai se arrepender. É extremamente útil para rotular pastas e arquivos de referência geral,

2. Deixe à mostra coisas que você gosta demais. No meu caso, algumas revistas do Paul McCartney. Não vem ao caso. Mas isso vai te motivar a manter o quarto organizado e limpinho

3. Marque o “Dia da Manutenção”. Tenha um dia marcado na semana em que você vai refletir sobre como está organizado o seu quarto (e até sua vida, por que não) – e tomar ação em cima disso.

4. Saiba como dobrar roupas. 

A Marie Kondo, que citei algumas vezes no post, lançou recentemente uma enciclópedia de como fazer isso:

O livro se chama “Isso Me Traz Alegria” (Spark Joy). Inclusive você pode comprar na Amazon. E é realmente muito bacana, porque é de uma forma diferente que a gente não tá acostumado a fazer.

5. Se você almoça ou janta no quarto, siga esse mantra: “Meu jantar (ou almoço) só termina quando eu levar a louça para a pia”. E repita algumas vezes.

Para a organização mais ampla, eu desenvolvi uma teoria que está dando certo:

Minha teoria – “O que minha mãe diria se eu tivesse 5 anos?”

O nome pode melhorar, eu sei. Mas a ideia aqui é nós nos fazermos perguntas bobas e infantis para nos lembrar o quão simples é ser organizado.

Ex.: “O lugar das roupas é no chão? Então é aonde?”; “Ao terminar de beber Yakult (lembre-se, 5 anos), você deve deixar ele em cima da sua mesinha ou no lixo?”.

Você pode até rir – e eu mesmo rio quando faço essas perguntas – mas a verdade é que o tempo passa e nós não temos mais mães para nos fazer essas perguntas. E elas precisam ser feitas para ter um quarto – e até uma casa – organizada e feliz.

Espero que você viva em um ambiente que te traga aconchego e amor. 🙂

Crédito da foto em destaque: Junior Suite Bedroom por Sofitel Dubai Downtown

Comentários

comentários